0

Que tal organizar !

.. 6 de ago de 2010
Que tal organizar as linhas,lãs e barbantes. Então olha este porta linha que eu fiz.



                       
Aqui algumas sugestões de vidros. Claro que depende do tamanho do rolo de barbante ou linha.
1 passo:
Furei a tampa com
parafuso e
martelo.
A bucha em que ser de aba, para fixar melhor.
Atenção: A bucha tem que entrar com uma certa dificuldade, para não sair qundo você puxar a linha.
Depois de colocar a bucha vire e corte deixando um pedacinho. Abra para melhor fixar.
e para dar um charme extra  cobri o furo com uma bucha para a linha passar melhor e não cortar. Dando leves marteladas para entrar e fixar.
Você pode usar deste tipo de vidro que não tem rosca e já vem com um furinho.
Mas para tampa não soltar coloque fita isolante em volta.Para dar acabamento coloque uma fita bonita e dê um laço.
    Basta usar a criatividade. Eu não decorei os vidros para você ver melhor o conteúdo
Um pote assim dá um charme no cantinho de qualquer um. Pode evitar do barbante sair rolando pelo chão.Principalmente para as linhas brancas e barbantes que sujam mais com o manuseio. Que acharam? Legal né!! Beijos
 
Atenção: Pessoal a maioria das dicas achei no site superziper.São dicas boas e interessantes. Beijo!!!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O que fazer com um tênis furado?

 

Costurei por cima do furo um aplique de roupa, desses que vendem em qualquer armarinho, que fixam com ferro quente. Neste caso achei melhor costurar, daria um resultado mais duradouro. Escolhi uma borboleta branca, da mesma cor do tênis – achei que um enfeite de outra cor daria um contraste muito grande. Ele ficou assim!!
Fica aí a idéia  quem sabe existam outros tênis favoritos por aí precisando de uma costurinha.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
   
Kanzashi   
Bom, vamos ao tutorial mas antes, um parênteses sobre o líquido para engomar que recomendo é cozinhar a maizena com água (bastante água, para ficar líquida) e umas gotas de vinagre. O meu método de usar a goma crua funcinou, mas depois de ler a dica, andei pesquisando e acho que cozinhar a maizena faz mais sentido ou então usem goma industrializada. 
 A  altura já deve ter os quadradinhos de tecido 6x6cm cortados e engomados certo?  O origami em tecido: 1. Cada quadrado corresponde a uma pétala da flor. Coloque um quadrado numa superfície plana, com o lado vesso virado para cima. 
2. Dobre na diagonal formando um triângulo.
3. Agora dobre as duas pontas para baixo, de forma que se encontrem no centro.
4. Vire do outro lado de forma que as pontas que você acabou de dobrar fiquem do lado de trás.
5. Dobre uma lateral conforme a foto, até o meio.
6. Dobre a outra da mesma forma. Com os dedos, marque bem onde dobrar.
7. Agora dobre na metade.
8. É assim que a sua pétala deve ficar, olhando de cima.
9. Abra a parte de trás e coloque um pingo de cola  para tecido (usei cola de apliques da Mariander, funciona que é uma maravilha).
10. Ajude a colar prendendo com um alfinete, até secar.
11. Corte um pedacinho da ponta da pétala. Mais ou menos 1 cm. Repita com todas as outras pétalas.
12. Esta etapa é bem importante para a uniformidade visual da flor. Passe uma agulha com linha na pontinha de cada pétala. Cheque se todas as pétalas estão do mesmo tamanho, se não estiverem, apare mais com a tesoura.
13. Pegue as duas extremidades da linha e amarre no centro, apertando bem. O segredo aqui é pedir para alguém te ajudar “colocando o dedinho” na hora de dar o nó, senão fica frouxo.
14. Abra as folhas uma a uma, apertando a ponta para dar um formato mais ‘gordinho’ às pétalas.  Você fez um kanzashi básico! 
15. Bom, agora é por sua conta. Eu fiz um broche, então colei um círculo de feltro com um alfinete já costurado previamente nele.
16. Na parte da frente, para dar um acabamento e esconder aquele miolinho onde as pontas se encontram, colei um botão, usando a mesma cola de apliques.   Amei esta tecnica, muito lindo!!!! 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
Cabide turbinado
 
. É um cabide pequeno  para pendurar uma blusa de alcinha, bem fina e delicada. Mas toda vez que mexo no guarda-roupa, ela cai do cabide. Olha que dica boa.
Com alfinetes com bolinhas grandes nas pontas.O resultado ficou assim:
 Uma outra forma é enrolar um elástico de dinheiro em cada ponta. 
Gostaram!! Interessante né!!
Gostaram!! Interessante né!!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------   

Onde guardar rolos de fita ?

Acho que as fotos já dizem tudo. Vai então um resumo.

a) Corte com ajuda de um estilete um retângulo fino em uma das laterais maiores da caixa – recomendo fazer um buraco de no máximo 0.5 cm, assim as fitas não ficarão saindo do lugar na hora de puxar. Como vocês podem ver o meu ficou um pouco largo, não repitam o meu erro!
b) Coloque um espeto de madeira para churrasco ou qualquer outra vareta similar on interior da caixa. Não pode ser menor que a largura da caixa, se for maior, corte o excesso de modo a deixá-lo bem encaixado na horizontal.
c) Passe o espeto por dentro dos rolos de fita, viés, barbantes.
d) Encaixe e tampe. Tá pronto! Quem disse que o que é legal tem que ser complicado ?
Se você tiver muitas fitas e viés em rolo faça várias caixas como esta e agrupe por cor e em degradée. Ou tenha caixas por motivo, com todas as fitas xadrezinhas juntas numa caixa e todas as de poá em outra.
As caixas de Melissa são ideias para fazer este dispenser mas se você não tiver uma delas à mão vale forrar uma caixa de sapato com um papel estampado. 
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pote de vidro fosco

Esta técnica é bem fácil e serve pra dar um “upgrade” naquele seu pote de vidro vazio que é muito legal para ir pro lixo. Ou num pote destes de R$1,99 . A técnica é baseada no stêncil que cria áreas positivas e negativas num objeto. E o verniz fosco se encarrega de dar este efeito jateado no vidro comum. Use o pote para guardar botões e contas coloridas, coisas que você quer mostrar!

1. Materiais:
-Pote de vidro liso transparente
- Adesivo plástico no formato a ser aplicado
-Verniz fosco (usei da marca Gato Preto)
-Pincel
-Máscara ou lenço (para proteger do cheiro)
-Solvente (para limpar o pincel)
-Secador de cabelo (opcional)
 
2. Lave bem o pote com água e sabão e seque. Passe um pano embebido em álcool para tirar qualquer resíduo de gordura e marcas de dedo. Deixe secar bem. Cole o adesivo. Não deixe nenhum vão entre o adesivo e o vidro.
3. Com ajuda do pincel, passe o verniz em todo o pote, menos no fundo e na parte da rosca. Preste atenção para contornar toda a figura mas sem passar verniz por cima dela. Não passe uma camada muito grossa pois pode escorrer. Prefira uma camada fina e uniforme.
4. Vire o pote com a “boca para baixo”e deixe secar. Se estiver ansiosa use a velha técnica do secador de cabelo sem medo de ser feliz, segurando por dentro como mostra a foto. O verniz vai deixando o vidro fosco à medida que seca.
5. Prepara-se para a parte mais bacana: quando estiver seco puxe o adesivo com cuidado, revelando o desenho.
 Gostaram da idéia! Bem legal né!!! --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 
  Almofada de Lençol
Lençol com ilustrações de cachorros e gatinhos, ou forro para cama com estampa grandes. Que encontra em loja de tecido.
1. Cortei os desenhos escolhidos (o gato) deixando uma margem de contorno de uns 3 cm no desenho. Lençóis infantis costumam ter repetições de padrão. Por sorte o meu lençol tinha 2 ilustrações espelhadas de cada animal ! Se não for possível faça a parte de trás com algodão liso para patchwork, aquele mais grossinho. 
2. Coloquei os dois desenhos com as partes da frente viradas uma contra a outra. Alinhave e ou alfinete, se necessário para que não saia do lugar. 
3. Costurei à máquina  à 1 cm da borda. Não fechei e peça toda, deixei uns 2 cm abertos no final para “virar”. Escolhi um lugar mais escondido para deixar a abertura. 
4. Virei a peça toda ( atenção para os cantos, se houver). 
5. Enchi com fibra siliconada anti-alérgica (vide foto acima, do softie fazendo cocô de fibra :P).  
6. Fechei a parte aberta costurando à mão,  dando alguns pontinhos invisíveis com agulha e linha. 
Enfeites são opcionais. Se for virar uma naninha infantil melhor deixar liso para não correr o risco da criança engolir os enfeites e fique fácil de lavar.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!
Para usar os emoticons, basta digitar o sinal que esta ao lado da carinha.
Os Emonticons não aparece na visualização.
Somente depois de postado.

Arte e Sabor / baseado no Simple | por © Costumizado por LayoutSay ©2013